SINOPSE:

Marco Paulo Rolla | Brasil

 



Paisagens(pedra/folha)
A natureza e o homem. Este conflito foi muitas vezes explorado na pintura romântica do séc. XIX. O homem em contraste com o poder da natureza. A força desta natureza perante a mínima presença humana.
O homem em queda.Tema já desenvolvido no período Maneirista por Cornelis Cornelisz, “da série As Quatro Desgraças” através dos temas, de Ícaro, Phaeton, Tantalus e Ixion. Homens que desenvolveram paixões e desejos tão fortes que foram levados à degradação, à queda!
Uma câmera fixa diante da presença de uma paisagem natural. De repente um corpo em queda é atirado na paisagem cortando a contemplação e até mesmo deformando-a.
Depois de alguns segundos, a paisagem começa a envolver o corpo com os materiais específicos inerentes a ela. Como em um corpo doente, ela cria uma membrana para tentar inserir ou dissolver aquele corpo estranho em sua totalidade

Deformador Analógico
Com a deformação do tempo e das características físicas do rosto. Através de um controle performático o artista transita por varias faces e humores. Sem edição ou qualquer efeito eletrônico, este vídeo quer ironizar a tecnologia, desacelerando e criando diluições e reconstruções desta face utilizando somente o controle humano. O corpo se torna matéria plástica e se mistura às tradições pictóricas das pinturas de retratos e auto-retratos.

biografia
São Domingos do Prata MG 1967
Graduado em Artes pela Escola de Belas Artes da UFMG em 1991 com residência na Rijksakademie van Beeldende Kunsten – Amsterdam, Holanda (1998-99). Expondo suas obras desde 1986. É coordenador, curador e editor do CEIA Centro de Experimentação e Informação de Arte – Belo Horizonte. Realizou individuais no Brasil, Alemanha, Argentina e Holanda. Participou de exposições coletivas no Museu de Arte moderna do Rio de Janeiro; Museu de Arte Moderna de São Paulo; Rohrbach Zement, Dotternhausen, Alemanha; Muu Gallery,, Helsink, Finlândia; e na Foundazione Pistoletto, Italy. Ganhador do Premio aquisição do salão nacional da FUNARTE, Rio de Janeiro e o Premio Edgard Gunther de Pintura do Museu de Arte Contemporânea de São Paulo. Trabalho incluído in coleções do Museu de Arte Moderna de São Paulo; Instituto Cultural ITAU, São Paulo; Museu de Arte Moderna de Pampulha, Belo Horizonte e FUNARTE , Rio de Janeiro.